O que é Framework?

Framework é um conjunto de técnicas, ferramentas ou conceitos pré-definidos usados para resolver um problema de um projeto ou domínio específico.

É, basicamente, uma estrutura de trabalho que atua com funções pré-estabelecidas que se adaptam à situação e à organização em questão.

Esse conjunto de práticas podem ser, por exemplo: a aplicação de um canvas, um business plan, a matriz swat, o OKR (Objective and Key results), o ROADMAP, Matriz Ensenhower, etc, que são muito úteis para definir estratégias iniciais de uma organização.

Outro tipo de framework é a implantação de um sistema de gestão de riscos ou de qualidade, por exemplo, que envolve pessoas de vários segmentos da organização. Também existem frameworks no mundo dos Softwares, que são conjuntos de aplicações dentro de um projeto que interagem entre si e com isso se alcança resultados como uma determinada função de um programa.

Para que serve os frameworks?

Especialistas da área da administração afirmam que um dos principais problemas na área é a falta de frameworks.

Falta uma estrutura única de gestão de riscos para que todos os setores de uma organização consigam usar. Normalmente, cada departamento usa suas próprias políticas e metodologias e é preciso mudar isso para se obter melhores resultados. E como melhores resultados, entende-se como resultados que integrem os departamentos e pessoas da organização.

Também é necessária a integração de metodologias, disciplinas e técnicas para a aplicação eficiente de um framework na gestão de riscos. “A identificação dos riscos deve ser feita por todas as áreas da organização que repassam aos líderes as informações consolidadas, seja por meio de matriz de risco ou outra ferramenta, mas que sejam informações de qualidade”, afirma Antônio Celso Brasiliano, professor e doutor em Ciência e Engenharia da Informação e Inteligência Estratégica, pela Universidade de Paris. Gestão de risco eficiente é aquela que possui framework, aponta o professor.

Quando utilizar Frameworks?

A utilização de frameworks é recomendada quando se busca acelerar o desenvolvimento de projetos complexos, aproveitando as funcionalidades já testadas e aprovadas que eles oferecem. Isso permite que os desenvolvedores se concentrem nas características únicas de suas aplicações, em vez de reinventar soluções para problemas comuns. Além disso, frameworks promovem a adoção de padrões de projeto e arquiteturas de software que facilitam a manutenção e a escalabilidade das aplicações.

Outro momento chave para considerar o uso de um framework é quando o projeto demanda a adesão a práticas de desenvolvimento específicas, como programação orientada a objetos ou programação funcional, e o framework pode fornecer uma base sólida que encoraja essas práticas. Também são valiosos em cenários onde a segurança é uma grande preocupação, pois muitos frameworks incluem medidas de segurança integradas que protegem contra vulnerabilidades comuns.

Quais maneiras pode se utilizar um Framework?

A utilização de um framework pode variar dependendo do tipo de projeto, da linguagem de programação e dos objetivos específicos do desenvolvedor.

  • Desenvolvimento Web: Muitos frameworks são projetados especificamente para o desenvolvimento web, oferecendo funcionalidades para rotas, autenticação, e interação com banco de dados.
  • Gestão de Projetos: No campo da gestão de projetos, frameworks como o PMBOK ou o Scrum fornecem um esqueleto metodológico para planejar, executar e monitorar projetos, garantindo a entrega dentro do prazo e do orçamento.
  • Marketing e Comunicação: Frameworks de marketing, como o Funil de Vendas ou o modelo AIDA, ajudam as equipes a estruturar suas campanhas e mensagens para mover eficazmente o público-alvo através do processo de conversão.

Tipos de frameworks

  • Canvas: Uma abordagem visual para mapear e discutir todos os aspectos fundamentais de um negócio ou produto.
  • Kanban: Sistema de gestão visual que ajuda a organizar o fluxo de trabalho para eficiência e eficácia.
  • Matriz SWOT: Ferramenta de análise estratégica para identificar forças, fraquezas, oportunidades e ameaças relacionadas a um projeto ou empresa.
  • Business Plan: Documento detalhado que descreve os objetivos de um negócio, as estratégias para alcançá-los, e as previsões financeiras.
  • ROADMAP: Plano estratégico que define uma visão e direção a longo prazo para o produto ou projeto, delineando os principais marcos e etapas.
  • OKR (Objective Key Results): Método que estabelece objetivos claros e mensuráveis para guiar o progresso da equipe e da empresa.
  • Matriz Eisenhower: Ferramenta de gerenciamento de tempo que ajuda a priorizar tarefas com base em sua urgência e importância.
  • 5W2H: Método de análise e planejamento que responde a sete perguntas fundamentais (O quê, Por quê, Quem, Onde, Quando, Como e Quanto) para esclarecer todos os aspectos de uma iniciativa ou problema.

Vantagens e Desvantagens de usar Frameworks

Usar frameworks traz uma série de vantagens significativas para o desenvolvimento de projetos em várias áreas, começando pela aceleração do desenvolvimento. Ao fornecer uma base de código pré-construída, eles reduzem o tempo necessário para desenvolver novas aplicações ou funcionalidades. Isso se traduz em economia de tempo e recursos, permitindo que as equipes se concentrem em aspectos mais inovadores do projeto. Além disso, os frameworks promovem a adoção de boas práticas e padrões de desenvolvimento, melhorando a qualidade e a manutenibilidade do código. Eles também facilitam a colaboração entre desenvolvedores, graças à uniformidade do código e à documentação abrangente.

Por que é importante saber disso?

A partir do entendimento de que uma organização é um conjunto de processos, entendemos que é possível e necessário utilizar ferramentas que melhorem o desempenho desses processos. Ao aperfeiçoar as etapas dos processos, são entregues melhores resultados. A padronização é necessária e útil para muitos âmbitos e sistemas. Os frameworks contribuem para o alinhamento e melhoria de diferentes partes dos incontáveis processos e elementos dentro de uma organização, desde o início até o fim dos ciclos que a movimentam diariamente.

Quer saber sobre o framework de gerenciamento ágil mais utilizado no mundo? Clique aqui e veja um resumo sobre o Scrum!

DICA:  A definição e utilização de padrões facilita o desenvolvimento e gera consistência 🙂

Como escolher o framework adequado para um projeto específico?

Ao escolher um framework, considere a natureza e os requisitos do projeto. Avalie a documentação, comunidade, suporte, e compatibilidade do framework com as tecnologias já utilizadas. A experiência da equipe de desenvolvimento também é crucial. Opte por frameworks que ofereçam um equilíbrio entre funcionalidade e facilidade de uso, garantindo que ele possa escalar com o projeto.

Qual o impacto dos frameworks no ciclo de vida do desenvolvimento de software?

A adoção de frameworks no desenvolvimento de software influencia positivamente pela agilidade na implementação de funcionalidades complexas e pela uniformidade no código, o que facilita a manutenção e a escalabilidade. No entanto, a escolha de um framework específico pode acarretar dependências que limitam a liberdade de personalização e exigem que desenvolvedores invistam tempo na aprendizagem de suas particularidades, o que pode impactar inicialmente a produtividade do projeto.

Como a evolução dos frameworks impacta o desenvolvimento de aplicações modernas?

A evolução dos frameworks tem um impacto significativo, possibilitando o desenvolvimento mais rápido e eficiente de aplicações complexas. Eles introduzem novas funcionalidades, melhoram a segurança e a performance, e facilitam a integração com outras tecnologias. Isso permite aos desenvolvedores focar mais na lógica de negócios e menos na configuração e manutenção de infraestrutura.

Conheça os nossos cursos de forma gratuita!

Para complementar seus estudos e aprender mais sobre frameworks, crie sua conta gratuita e tenha acesso a 3 aulas pra você aproveitar e começar seus estudos!

Leia também

Veja também nossos outros artigos relacionados: