Empresas que buscam garantir o sucesso de seus projetos precisam ter um time preparado Isso também quer dizer que é essencial ter profissionais com papéis bem definidos, especialmente os que são responsáveis pelas estratégias de produtos!

Com diversas funções surgindo, é fundamental atentar-se em distribuir funções específicas para a execução de uma estratégia de produto eficiente. Uma delas, por exemplo, é o cargo de Product Owner (PO).

Em tese, esse profissional fica responsável por demandas como alinhamento de stakeholders e agregar valor às soluções disponibilizadas pela empresa por meio de metodologias ágeis.

No entanto, nem sempre o papel do Product Owner é tão claro na prática. 

O assunto ainda gera algumas dúvidas e, em razão disso, muitas pessoas acabam assumindo as responsabilidades de um PO sem que tenham as qualificações necessárias para dar conta do recado!

O grande problema é: quando algo assim acontece, quer dizer que sequer entendem a real importância do PO.

Pensando nisso, reunimos tudo o que você precisa saber sobre a função de um Product Owner. Veja abaixo quais serão os tópicos abordados:

Sumário

O que é um Product Owner?

Foto de product owner trabalhando em tablet.

Com a introdução, é possível ter uma noção básica sobre Product Owner, certo? 

É por isso que vamos começar a nos aprofundar um pouco mais.

Para começar, tenha em mente que o PO representa o principal ponto de contato entre o time de desenvolvimento da empresa e o cliente

Isso indica que é fundamental que o profissional tenha as habilidades necessárias para transitar entre as áreas mencionadas, especialmente de tecnologia e negócios.

Esse cargo também incumbe responsabilidades que exigem valor máximo possível ao custo mínimo. 

Por fim, vale mencionar que o Product Owner fica encarregado por cuidar do portfólio de produtos, que é mais conhecido como Product Backlog. Isso mostra que a pessoa responsável por tais funções entende perfeitamente as necessidades dos usuários da empresa.

O que faz um Product Owner?

Sabendo que o significado literal de Product Owner é “dono do produto”, o profissional que assume esse cargo deve proteger os interesses de stakeholders (com intenção de agregar valor ao negócio), além de definir funcionalidades de produtos e cuidar da gestão do backlog.

O segredo para dar conta de tantas tarefas é optar por utilizar métodos ágeis, de forma que  todos do time estejam alinhados e os obstáculos sejam eliminados à medida que as prioridades são definidas. 

Considerando tudo isso, pode-se entender que o Product Owner cumpre muito mais do que um cargo, mas assume um papel super importante para as empresas.

É por isso que muitas empresas elegem até hoje um profissional que serve como um guardião da execução de projetos.  

Graças a evolução desse mercado voltado para desenvolvimento e otimização de Produto, é muito comum que um Product Owner torne-se, seguindo um plano de carreira, um Product Manager. 

Se quiser entender melhor a relação entre esses dois papéis desempenhados, continue acompanhando! Vamos esclarecer esse assunto de uma vez por todas com mais detalhes ao longo do artigo. Então, não vá embora! Essa leitura é importante, se quiser entender melhor.

Qual é a importância do Product Owner?

Diante de todas as informações que apresentamos acima, não tem como olharmos a figura do Product Owner e não consideramos como uma parte fundamental em projetos.

A atuação do PO se faz indispensável, porque podemos dizer que esse é o encarregado de fazer exigências ao mesmo tempo que age com extrema flexibilidade e rapidez nas execuções.

Hoje em dia, percebemos que as necessidades das pessoas mudam com uma velocidade cada vez maior e, por sua vez, as empresas precisam saber como responder toda a demanda no menor tempo possível. 

Ou seja, quando o Product Owner não consegue desempenhar todas as suas funções de forma adequada, todo o projeto poderá ser comprometido.

Responsabilidades do Product Owner

Foto de product owner sob ícones.

Além de garantir que todas as equipes estão falando a mesma língua e que todas as pessoas envolvidas têm entendimento claro de todas as necessidades do cliente final, o PO é a pessoa certa para promover integridade conceitual de todas as funcionalidades do produto.

No caso de programas tecnológicos (como sistemas), é quem indica bugs e as demais melhorias que precisam ser feitas. 

Entre suas outras atribuições, até chegar ao resultado final, o Product Owner é quem autoriza uma entrega final de projeto ou do próprio produto, já que tem o poder de atestar sua qualidade.

Em resumo, podemos dizer que as principais responsabilidades do PO são as seguintes:

  • Desenvolver, adequar e fazer o backlog da equipe funcionar;
  • Promover reuniões de planejamento para acompanhar sprints;
  • Ter todas as informações necessárias em relação às prioridades do projeto;
  • Recomendar itens importantes do Product Backlog;
  • Solicitar itens de Product Backlog e contribuir com o que for necessário para atingir metas;
  • Verificar e garantir que o Product Backlog está sempre disponível, claro e entendível para todos;
  • Agregar valor ao trabalho entregue pelo time de desenvolvimento;
  • Certificar-se da qualidade de entrega do produto.

Quanto ganha um Product Owner?

De acordo com dados do site Glassdoor, estima-se que a média salarial de um Product Owner no Brasil chegue ao valor de R$ 8.201

Vale mencionar que esse valor é a melhor forma de atestar o grau de confiança que esse papel requer, por isso, tem tantas responsabilidades dentro de empresas ou projetos. 

Felizmente, à medida que essa profissão está sendo mais valorizada, a demanda também cresce – o que exige mais profissionais com as habilidades necessárias para assumir as responsabilidades da função.

Como se tornar um Product Owner?

Foto de mulher estudando.

Sabendo o que faz um Product Owner, quais são suas responsabilidades e principais desafios que enfrenta, chegou o momento de falarmos sobre uma outra questão importante: como se tornar um Product Owner?

Inclusive, esse ponto faz toda a diferença para alguém que, como você, está buscando saber mais sobre o papel de Product Owner.

Estamos falando sobre as habilidades necessárias para executar bem a função. Confira abaixo uma lista que preparamos com algumas das principais competências um bom PO deve ter para se tornar um profissional de sucesso:

Conhecimento sobre as novas metodologias de mercado

Logo no início deste conteúdo, trouxemos a informação de que o Product Owner é um dos que ficam responsáveis por executar toda uma estratégia (a qual é feita com base em metodologias e processos). 

Sendo assim, podemos dizer que é fundamental e preferível que esse profissional já tenha experiência para aplicar práticas relacionadas ao seu conhecimento teórico aprofundado sobre elas (como Lean, Kanban, Smart e, principalmente, Scrum. 

Vale lembrar que a experiência do usuário é parte fundamental para validar a prática dessas metodologias, além de ser um ponto relevante para quem deseja atuar no mercado como PO e ainda precisa se especializar mais sobre o assunto.

Fácil comunicação

Não tem como imaginar um PO sem a comunicação como uma de suas principais habilidades!

O Product Owner, na verdade, já até sabe disso. Afinal, vimos que o PO trabalha diretamente  com pessoas diferentes de vários times de desenvolvimento e também stakeholders.

Naturalmente, precisa-se que essa pessoa seja alguém que saiba se comunicar com muita clareza, que vá direto ao ponto usando de muita empatia e transparência. 

Indo um pouco mais além nesse quesito, espera-se que o PO reconheça muito bem todas as necessidades do cliente e comunique-as individualmente aos times da melhor maneira possível (literalmente como um porta-voz).

Capacidade de lidar com negociação

Como o Product Owner precisa lidar todos os dias com processos englobados na gestão de prazos e paralelamente com o gerenciamento de stakeholders, é muito comum que fique encarregado de fazer negociações em alguns momentos – principalmente para exemplificar quais são os interesses dos envolvidos no assunto (que podem ser dos próprios clientes, líderes, pessoas do times e até mesmo os investidores).

Por consequência, para negociar, o mesmo deve dominar a arte de argumentação! O que queremos dizer é que sua capacidade de negociação deve ser bem “afiada”, porque isso vai ajudar a manter o foco nas prioridades (ainda que alguma das partes envolvidas estejam com demandas inesperadas, ou não estejam de acordo com o que foi proposto). 

Você pode estar se perguntando o que queremos dizer com “negociar”, certo? Bom, nessa ocasião, não tem relação restrita à exposição de algum ponto vista ou preferência. 

Em resumo, o Product Owner vai defender os interesses de seus clientes acima de qualquer coisa.

Sendo assim, é claro que o profissional encarregado por cumprir com esse papel precisa ter todas as premissas citadas, mas essa característica deve ser muito forte – ao ponto do PO se colocar nessa posição com frequência contínua e argumentar com embasados em suas pesquisas, métricas, performances, resultados, intenções, prazos etc.

Extremo comprometimento

Comprometimento também é uma das principais características daqueles que desempenham um bom papel como PO. 

Por ser como um guia para backlog, esse elemento do time deve ser a pessoa mais dedicada a executar todas as tarefas presentes no mesmo.

Para isso, é importante que o PO tenha seus processos para inspirar mais confiança e despertar motivação em todos os outros funcionários que formam a equipe envolvida. 

De maneira semelhante, também é inevitável fornecer algumas das ferramentas necessárias para facilitar seu controle. Assim, fica mais fácil saber quando tudo será concluído dentro dos prazos ou se preparar para possíveis imprevistos.

Organização

Para finalizar, não podemos deixar de lado uma das maiores responsabilidades de Product Owner. Sabendo o que deve ser feito para garantir que as entregas comecem e continuem dentro do prazo determinado, é evidente que o PO de sucesso vai sair da fase de um simples projeto. 

Ou seja, a pessoa responsável por assumir o cargo de Product Owner precisa saber que sua rotina para exercer sua função tem de ser muito organizada – ao ponto de conseguir transformar um planejamento totalmente abstrato em algo concreto.

É bem mais do que apenas somente determinar quais tarefas serão feitas e delegar cada uma dessas atividades para as pessoas certas! O Product Owner precisa ser mais vigilante, deixando o produto backlog de lado para não ter o mesmo efeito de um furacão: caos completo por toda parte.

Como vimos com todos esses atributos, o papel de Product Owner requer tomada de decisões e, de forma muito natural, implica em boas decisões (que são cases de sucesso).

Só é possível considerar algo quando diversos fatores foram analisados, sem determinar algo em vão ou sem fundamento.

Para encontrar o melhor caminho e conseguir suprir todas as necessidades de clientes, fazendo análises sempre com muito cuidado as implicações de cada escolha. 

Nesse caso, ter uma visão macro pode ajudar, bem como analisar os principais aspectos mais técnicos e organizacionais (como pontos de integração, atualizações/entrega de demandas) é fundamental.

Product Owner e Product Manager: qual é a diferença?

Para entender de forma rápida e simples quais são as principais diferenças entre Product Owner e Product Manager, vamos apresentar as principais responsabilidades de cada uma delas.

Começando pelo Product Manager, este profissional se encarrega de:

  • Gerir KPIs;
  • Produzir relatórios;
  • Estimar resultados;
  • Assumir a responsabilidade pelos resultados de vendas do produto (sendo bons ou ruins).

Enquanto isso, as principais atividades do Product Owner tem a ver com:

  • Fiscalizar o Product Backlog (analisando o que contém e o desenvolvimento do produto);
  • Controlar o orçamento;
  • Avaliar os resultados do produto produzido.

Deu para ver que, apesar das semelhanças, ambos papéis têm diferenças significativas?

Conclusão

Foto de product owner trabalhando em computador.

Hoje aprendemos que os Product Owners são aqueles que resolvem, que preparam tudo que é necessário para sair de uma realidade com trabalhos atrasados e passar a considerar uma entrega de valor!

É óbvio que o atraso não é o mais adequado para tirar o melhor da função, mas os POs são bem-vindos para conseguir ter ganhos positivos na métrica em casos assim. Afinal, são eles quem sabem como exercer seu cargo da melhor forma possível em qualquer circunstância.

Se tiver que gravar algo de tudo que leu, considere que a trajetória de um Product Owner deve acontecer de maneira sempre consistente, eficiente e lucrativa (é claro).