A tomada de decisões é uma habilidade essencial para qualquer líder. Decisões difíceis precisam ser tomadas, conversas difíceis precisam ser realizadas e um líder eficaz não pode deixar amizades ou proximidades pessoais influenciarem essas escolhas.

Quando obstáculos surgem, o líder precisa identificá-los rapidamente e tomar ações decisivas. Não dá para esperar ou ser um líder coadjuvante, o líder precisa ser protagonista, mesmo que isso signifique sair da zona de conforto.

Torne-se um líder de alta performance em apenas 3 meses e acelere sua carreira!

Vamos explorar princípios e conceitos chave sobre a tomada de decisões eficazes em liderança, incluindo:

  • Flexibilidade e resiliência;
  • Gestão singular focada no indivíduo;
  • Identificação rápida de problemas e soluções;
  • Desenvolvimento contínuo da equipe;
  • Funções principais do líder: acompanhamento, remoção de obstáculos, liderança pelo exemplo e mais.

Flexibilidade e Resiliência na Liderança

Um líder eficaz precisa ter flexibilidade e resiliência para se adaptar às mudanças e desafios. O que funcionava ontem, pode não funcionar hoje. Processos e conceitos precisam ser constantemente revistos e melhorados.

O escritor Eduardo Carmelo fala sobre a “resiliência na liderança”. Isso significa rever estratégias, reconhecer que nem tudo sairá como planejado e fazer os ajustes necessários.

É natural que decisões precisem ser reavaliadas e alteradas. Um líder resiliente não teme assumir que algo não funcionou e buscar uma nova abordagem. Ele enxerga essa flexibilidade como parte do processo.

Além disso, a “gestão singular” defendida por Carmelo envolve entender cada membro da equipe como um indivíduo. Em vez de soluções genéricas, o líder busca compreender as particularidades de cada pessoa para potencializar resultados.

Identificando Problemas e Soluções

Parte crucial da tomada de decisões é a habilidade de identificar rapidamente o que não está funcionando bem e o que precisa ser melhorado. Ao mesmo tempo, é importante reconhecer o que já gera bons resultados e investir para aprofundar essas estratégias.

Um líder eficaz faz esse “jogo” constantemente, alternando entre identificar problemas, buscar soluções, potencializar acertos e minimizar erros. Ele não espera as coisas acontecerem para então agir, mas tem visão sistêmica para enxergar padrões e tendências com antecedência.

Isso permite tomar decisões assertivas no momento certo, sem atrasos ou hesitações. É uma postura protagonista, não coadjuvante.

Desenvolvendo a Equipe

Para que um líder tome boas decisões, ele precisa investir no desenvolvimento da equipe. Reuniões, feedbacks e acompanhamento individual são cruciais.

Times treinados, com habilidades aprimoradas e motivação tendem a superar metas antes consideradas inatingíveis. Por isso, é papel do líder garantir ferramentas e conhecimentos necessários para que cada membro da equipe alcance seu máximo potencial.

Além disso, quando áreas distintas dentro de uma empresa interagem e trocam conhecimentos, os resultados são potencializados. Por exemplo, quando a equipe de vendas entende profundamente o produto e seus diferenciais, as vendas aumentam e a retenção de clientes também.

Cabe ao líder, portanto, promover iniciativas e rituais que aproximem equipes de áreas diversas. Isso gera visão sistêmica na organização como um todo e impulsiona a tomada de decisões assertivas e alinhadas com os objetivos gerais da empresa.

Principais Funções do Líder

Agora que entendemos alguns conceitos centrais da liderança decisória, vamos explorar as principais funções que um líder precisa desempenhar para garantir bons resultados:

Acompanhamento e Avaliação

O líder precisa fazer o acompanhamento do progresso da equipe com base em indicadores e métricas previamente estabelecidos. Isso permite avaliar o desempenho coletivo e individual para dar feedbacks construtivos regulares.

Uma metodologia simples e eficaz é o PDCA: Planejar, Executar, Checar e Agir. Esse ciclo contínuo envolve:

  • Planejamento das metas com a equipe
  • Desdobramento do planejamento em ações práticas
  • Checagem periódica dos resultados
  • Análise para melhorias e aprendizados

Dessa forma, é possível organizar as decisões e estratégias de modo sistemático, identificando rapidamente o que precisa ser ajustado.

Remoção de Obstáculos

Compete ao líder identificar e remover quaisquer obstáculos que estejam atrapalhando o desempenho da equipe.

Isso pode envolver resolver conflitos entre áreas da empresa, garantir recursos e ferramentas necessárias ou mesmo mudar suas próprias atitudes caso estejam gerando barreiras à produtividade do time.

O líder deve buscar proativamente soluções antes mesmo de problemas significativos surgirem. Manter o ambiente de trabalho saudável e produtivo é o que permite à equipe concentrar seus esforços nas entregas combinadas.

Liderança pelo Exemplo

A postura, atitudes e hábitos do líder definem em grande parte a cultura da equipe. Por isso, ele deve ser exemplo de ética, esforço e comprometimento com os resultados.

Além disso, o líder deve se abster de comentários ou posicionamentos políticos e polêmicos que possam alienar membros da equipe. Cada pessoa tem sua individualidade e opiniões, que devem ser respeitadas.

Influenciar positivamente é papel chave de um líder. Isso significa estabelecer regras de convivência respeitosa, agir de modo íntegro sob qualquer circunstância e jamais impor seus pontos de vista particulares ao time.

Torne-se um líder de alta performance em apenas 3 meses e acelere sua carreira!

Comunicação Aberta e Transparente

Uma comunicação franca, mesmo que difícil, é sempre melhor do que omitir informações cruciais da equipe. Esconder problemas ou minimizá-los gera clima de desconfiança e costuma vazar para “rádio peão”.

O líder precisa ter coragem para comunicar tudo de modo transparente, cuidadoso e respeitoso. Isso fortalece os vínculos e a certeza de que todos estão juntos, unidos em torno de um propósito comum mesmo em tempos difíceis.

Aprendizado Contínuo

Promover um ambiente com rituais e processos que estimulem o aprendizado contínuo é papel fundamental do líder. Pessoas talentosas buscam empresas que ofereçam trilhas de conhecimento e crescimento profissional/pessoal.

Isso envolve desde compartilhar aprendizados com erros e acertos no dia a dia até mesmo possibilitar que os membros da equipe tragam suas próprias sugestões de metodologias e práticas para elevar o conhecimento coletivo a outro patamar.

Responsabilidade e Responsabilização

Por fim, o líder deve assumir suas responsabilidades, cumprindo tudo aquilo a que se propôs fazer para viabilizar as condições necessárias às entregas da equipe.

Ao mesmo tempo, cada membro deve ser responsabilizado por suas atribuições e compromissos. Esse equilíbrio garante credibilidade, organização e foco total nos resultados combinados.

A tomada de decisão é uma habilidade indispensável a qualquer líder. Requer flexibilidade, resiliência e uma série de outras competências discutidas aqui.

Colocando em prática esses conceitos e funções centrais da liderança decisória, é possível criar times de alta performance, remover obstáculos, potencializar resultados e alcançar novos patamares de sucesso.

Espero que este ebook amplie sua visão sobre a tomada de decisões efetivas. Liderar não é fácil, mas é gratificante e temos muito a aprender uns com os outros nessa jornada.

Que possamos aplicar o aprendizado na prática para nosso crescimento mútuo e o bem maior de nossas organizações.

Torne-se um líder de alta performance em apenas 3 meses e acelere sua carreira!

Conheça a nossa profissão Líder de Alta Performance e aprenda conteúdos como:

  • Autoliderança;
  • Gestão de Performance e Resultados;
  • Liderança e Gestão de Pessoas;