Estimar o tempo necessário para o desenvolvimento de software é essencial para gestores de projetos (PMs). Neste artigo, vamos abordar técnicas e fatores que influenciam as estimativas de tempo, além de estratégias para otimizar a produtividade da equipe de desenvolvimento.

Desenvolvimento de Software: Estimativa de Tempo

Este artigo aborda um assunto crucial para gestores de projetos de software: como estimar o tempo necessário para o desenvolvimento de funcionalidades. Como gestor de projetos, é essencial saber dimensionar o trabalho dos desenvolvedores para determinar datas de entrega, priorizar requisitos e reorganizar o backlog conforme necessário.

  • Compreender a importância da estimativa de tempo para o desenvolvimento de software
  • Conhecer a necessidade de dimensionar o trabalho dos desenvolvedores para um gerenciamento eficiente
  • Priorizar requisitos e determinar datas de entrega de forma precisa

Desafios na Estimativa de Tempo

Estimar o tempo de desenvolvimento não é uma tarefa fácil, especialmente para gestores de projetos iniciantes. Requer uma curva de aprendizado baseada em tentativa e erro nas primeiras vezes. Cada equipe de desenvolvimento tem sua própria velocidade e particularidades.

  • Entender os desafios enfrentados pelos gestores de projetos na estimativa de tempo
  • Reconhecer a curva de aprendizado necessária para realizar estimativas precisas
  • Compreender a velocidade e particularidades de cada equipe de desenvolvimento

Importância da Estimativa Precisa

Fazer estimativas precisas é fundamental para um gerenciamento ágil e eficiente dos projetos de software. Isso permite o planejamento de releases com confiança nas datas, determinar o que pode ou não ser entregue dentro de um prazo, replanejar e repriorizar requisitos conforme a necessidade, e evitar situações de escopo indefinido e projetos intermináveis.

  • Compreender a importância da estimativa precisa para o gerenciamento de projetos de software
  • Entender os benefícios de estimativas precisas para o planejamento de releases
  • Reconhecer a importância de replanejar e repriorizar requisitos conforme a necessidade

Fatores que Influenciam a Estimativa

Alguns dos principais fatores que impactam o tempo de desenvolvimento incluem a experiência da equipe e a quantidade e complexidade das telas e lógica do software.

  • Compreender como a experiência da equipe influencia o tempo de desenvolvimento
  • Entender a influência da quantidade e complexidade das telas e lógica do software na estimativa de tempo

Fatores que influenciam o tempo de desenvolvimento

Diversos fatores podem impactar o tempo necessário para o desenvolvimento de uma funcionalidade. Entre eles, destacam-se:

  • Complexidade da funcionalidade
  • Número de componentes visuais e regras de negócio
  • Integrações com sistemas externos e chamadas de API
  • Complexidade do banco de dados
  • Interrupções e bugs

Complexidade da funcionalidade

A complexidade da funcionalidade é um dos principais fatores a serem considerados ao estimar o tempo de desenvolvimento. Alguns pontos a se observar são:

  • Escopo e requisitos específicos da funcionalidade
  • Quantidade de interações com o usuário
  • Necessidade de validações e lógica de negócio complexa

Número de componentes visuais e regras de negócio

A quantidade de componentes visuais e regras de negócio presentes na funcionalidade pode impactar significativamente o tempo de desenvolvimento. Alguns aspectos relevantes incluem:

  • Tempo necessário para a criação e implementação dos elementos visuais
  • Complexidade das regras de negócio a serem implementadas
  • Testes de usabilidade e garantia de qualidade

Integrações com sistemas externos e chamadas de API

A integração com sistemas externos e a realização de chamadas de API podem adicionar complexidade ao desenvolvimento. Alguns pontos a se considerar são:

  • Número de sistemas externos envolvidos na funcionalidade
  • Complexidade das APIs a serem integradas
  • Testes de integração e garantia de compatibilidade

Complexidade do banco de dados

A estrutura e modelagem do banco de dados desempenham um papel crucial no tempo de desenvolvimento. Alguns aspectos relevantes incluem:

  • Modelagem eficiente do banco de dados
  • Desempenho e otimização das consultas
  • Facilidade de manutenção e evolução do banco de dados

Interrupções e bugs

As interrupções e bugs podem consumir uma parte significativa do tempo de desenvolvimento. É importante considerar:

  • Tempo destinado à resolução de bugs e problemas inesperados
  • Reuniões, suporte a colegas e atividades não planejadas
  • Estratégias para mitigar interrupções e maximizar a produtividade

Técnicas para estimar tempo de desenvolvimento

Existem diversas técnicas que podem auxiliar no processo de estimativa de tempo para o desenvolvimento de funcionalidades. Algumas delas incluem:

  • Estimativas bottom-up realizadas pelos próprios desenvolvedores
  • Utilização da velocidade da equipe como referência
  • Aplicação da regra dos 50% de produtividade

Estimativas bottom-up

Nesta abordagem, os próprios desenvolvedores estimam o tempo necessário para implementar cada item do backlog, baseado no seu conhecimento técnico do que precisa ser feito.

  • Engajamento dos desenvolvedores no processo de estimativa
  • Avaliação detalhada das tarefas e requisitos específicos
  • Maior precisão nas estimativas devido ao conhecimento técnico

Utilizar velocidade da equipe como referência

A partir de projetos anteriores, é possível calcular benchmarks que servirão como referência para estimativas futuras. Alguns exemplos incluem:

  • Tempo médio para desenvolver 1 tela completa do sistema
  • Tempo médio para consumir 1 API externa
  • Tempo para criar 1 tabela simples no banco de dados

Regra dos 50% de produtividade

Após somar a estimativa de todos os itens do backlog, aplica-se uma taxa de 50% para considerar o tempo gasto com interrupções, bugs e afins.

  • Consideração do tempo destinado a atividades não planejadas
  • Adequação das estimativas à realidade do ambiente de desenvolvimento
  • Garantia de um planejamento mais realista e eficaz

Estimativas de Tempo em Projetos de Software

Estima-se final como 15 dias (10 / 50% de produtividade). Essa regra geral leva em conta que apenas metade do tempo dos desenvolvedores é realmente gasto com a implementação planejada.

  • Implementação de estratégias para otimizar a produtividade da equipe de desenvolvimento.
  • Avaliação da produtividade dos desenvolvedores durante o processo de implementação.
  • Compreensão dos fatores que influenciam a estimativa de tempo em projetos de software.

Acompanhando a Evolução e Calibrando Estimativas

É comum errar nas primeiras estimativas até calibrar os benchmarks do time e sistema. Por isso, é essencial: – Acompanhar o andamento diário do projeto durante o sprint; – Comparar o tempo gasto real X o estimado; – Entender os motivos de variações; – Refinar os parâmetros para estimativas futuras.

  • Monitoramento diário do progresso do projeto durante o sprint.
  • Análise comparativa do tempo real gasto em relação ao tempo estimado.
  • Identificação e compreensão das razões por trás das variações nas estimativas.
  • Aprimoramento dos parâmetros utilizados para estimativas futuras.

Otimizando a Produtividade da Equipe

Além de estimar tempo, cabe ao PM buscar melhorar a produtividade do time, para aumentar a velocidade de entrega. Algumas ideias: – Automatizar builds, testes e deploy contínuo para minimizar retrabalho manual; – Investir em treinamento técnico e de soft skills quando necessário; – Rotacionar tarefas para distribuir o conhecimento e mitigar dependências; – Introduzir novas bibliotecas e ferramentas para soluções repetitivas; – Padronizar o máximo possível código, arquitetura, templates visuais etc; – Deixar o time focado em entregar valor ao cliente sem interrupções constantes.

  • Automação de processos para reduzir retrabalho e aumentar eficiência.
  • Investimento em treinamento técnico e habilidades interpessoais para a equipe.
  • Distribuição do conhecimento e redução de dependências por meio da rotação de tarefas.
  • Introdução de novas tecnologias para resolver problemas recorrentes.
  • Padronização de código, arquitetura e elementos visuais para otimizar o desenvolvimento.
  • Foco da equipe na entrega de valor ao cliente, minimizando interrupções.

Aprenda mais sobre Tecnologia!

Para complementar seus estudos, recomendo o curso de HTML e CSS da DNC, onde disponibilizamos 3 aulas 100% gratuitas pra você aproveitar e dar o primeiro passo na área.

Crie uma conta para obter acesso ao curso e dê o primeiro passo para se tornar expert em Tecnologia.

Conclusão

Dominar técnicas de estimativa de tempo é uma competência crucial para os PMs gerenciarem produtos digitais complexos. Com benchmarking, acompanhamento contínuo e calibragem, é possível alcançar maior precisão nas estimativas, trazendo benefícios como planejamento ágil, expectativas realistas, assertividade nas entregas e maior motivação da equipe.