Compreender as principais linguagens de programação é fundamental para resolver problemas na área de tecnologia. 

O mercado de trabalho está sempre evoluindo. Com o investimento de diversas empresas em recursos computacionais, a demanda por profissionais que dominem esta área é alta. Assim, você pode apostar que essa profissão vai te ajudar a ampliar sua carreira e a ter mais conhecimento técnico para o futuro.

Você sabia que existem diferentes linguagens de programação e que elas evoluem juntamente com as atualizações do mercado?  

Se você é um profissional na área em busca de atualização ou quer iniciar sua carreira, continue lendo este post. Vamos falar mais sobre as linguagens de programação, suas diferenças e como aprendê-las sem complicação!

Boa leitura! 🙂

O que é uma linguagem de programação?

Mas como se define uma linguagem de programação? Tratam-se de diversos códigos criados por um profissional programador para o programa que estará nas máquinas. Este conjunto de regras e instruções será processado por um computador ou dispositivo móvel, como os tablets e celulares. 

Uma vez estruturada, a linguagem vai formar o que se chama de código fonte de um software e é exatamente isso que informa a uma ferramenta quais ações deve tomar para exibi-lo.

Portanto, o programador consegue escrever dados, algoritmos e um conjunto de ordens para a criação de um software. Para isso, ele precisa se comunicar com o hardware (máquina). 

E a linguagem se torna a ideal para esta etapa, pois assim é possível definir uma série de especificidades do programa que será criado.  

Tipos de linguagens de programação

Existem diferentes formas de classificar as linguagens de programação. Essas classificações dependem de quais são as suas características e finalidade. De modo geral, as linguagens são separadas como de nível alto ou baixo.

Uma linguagem de alto nível tem uma construção linguística mais próxima com a nossa, que nos comunicamos no dia a dia.

O termo delete, por exemplo, oferece instruções para que o programa apague ou desconsidere alguma informação. É simples e direto, realizado com uma palavra frequente em nosso vocabulário.

A linguagem de baixo nível costuma utilizar comandos mais complexos, além do código binário, que são sequências combinadas dos números 0 e 1. A principal vantagem deste tipo de linguagem é otimizar a comunicação com a máquina e aumentar a agilidade do processo.

Vale reforçar que os tipos de linguagens são diferentes justamente para que funcionem da melhor forma possível frente ao objetivo que se deseja atingir.

Mas além destas duas, há outras formas de classificação de linguagens, o que ocasiona diferença de programação, estrutura do tipo, grau de abstração. Veja nos próximos tópicos mais detalhes sobre elas.

Aplicativas

As linguagens de programação aplicativas fazem parte de uma estratégia digital das empresas, muito usada na atualidade.

Quando se desenvolve um aplicativo, o programador utiliza esses códigos, que influenciam no funcionamento da ferramenta.

Usando a linguagem de programação aplicativa, um app, por exemplo, funciona em sua TV ou dispositivo móvel.

A principal função destes códigos é automatizar certas máquinas para otimizar o seu funcionamento.

Concorrentes, distribuídas e paralelas

Abaixo, vamos detalhar sobre cada uma:

  • Programação concorrente: apesar de ser  confundida com programação paralela, a concorrente é identificada existe um mesmo servidor para atender vários clientes. Para isso, escala-se um tempo determinado para atender cada um;
  • Programação paralela: por sua vez, a programação paralela é quando vários servidores precisam dar conta de atender a vários clientes ao mesmo tempo, o que reduz o tempo de resposta para os clientes;
  • Programação distribuída: o último tipo de linguagem de sistema desse tópico é executado em vários ambientes interligados por uma rede (internet ou intranet), tendo a vantagem de dispor de mais capacidade de processamento. Consequentemente, aguenta mais usuários/requisições/processos.

Fluxo de dados

Também conhecida como fluxograma, a linguagem de programação de fluxo de dados descreve um processo, sistema ou algoritmo existente no computador.

Assim, usam sinais como retângulos, ovais e diamantes para definir os tipos de passos e a sequência a ser feita.

Projeto

As linguagens de programação atendem a diferentes tipos de projetos. Nestes casos, os projetos experimentais são úteis para que programadores profissionais usem para adaptá-las, sem que cheguem ao mercado.

Extensíveis

A linguagem de programação extensível, termo que vem do inglês “extensible language”, é aquela em que o próprio programador pode realizar modificações.

Ela inclui desde mecanismos mais simples como o pré-processador do C e complexos, incluindo linguagens macros bem sofisticadas.

Montagem e macro

Ambas as formas de linguagem de programação têm notação legível por humanos devido ao código de máquina que uma arquitetura de computador  usa, especificamente.

Na prática, podemos entender que é quando, por exemplo, um computador sabe a instrução-máquina, que para os programadores se torna mais fácil para lembrar da representação equivalente.

Microprogramação

O código na linguagem de programação de microprogramação é uma espécie de memória de controle que armazena sequências de códigos binários disparados para os sinais de controle em micro operações.

Não determinísticas

Neste caso, é um algoritmo que pode apresentar comportamentos diferentes em execuções distintas. Ele funciona de forma contrária a de um algoritmo determinístico.

Não procedurais

Ao usar linguagens não procedurais o usuário só precisa especificar “o que fazer”. Ou seja, não será necessário trabalhar na questão de “como fazer”.

Esse tipo de linguagem também é conhecida como linguagem funcional ou aplicativo.

Orientadas a objeto

Uma programação orientada a objeto é, basicamente, um modelo de tempo programação.

Nesse caso, diversas classes têm características definidas por um objeto na vida real, sendo que cada classe vai determinar o comportamento de um objeto ao definir métodos e estados por atributos.

Alguns exemplos dessa linguagem de programação são: C++, Java, C#, Object Pascal, entre outras.

Aplicação especializada

Na prática, a aplicação especializada, ou linguagem de script tem capacidade de suportar scripts, programas escritos para um sistema que automatiza a execução de tarefas.

Altíssimo nível

Falamos em linguagem de programação de alto nível logo no início do tópico de tipos de linguagens, mas é interessante nos aprofundarmos ainda mais nessa classificação – já que são usadas com frequência.

A grosso modo, podemos considerar até que essas linguagens estão mais próximas da linguagem humana do que da linguagem de máquinas em si.

Em resumo, linguagens de alto nível são aquelas que se comunicam com softwares de interpretação usando termos que fazem parte dos idiomas das pessoas.

Quais são as 5 principais linguagens de programação atualmente?

Você sabia que os tipos de linguagens de programação fazem parte de classificações diferentes também?

Inclusive, existem alguns grupos que fazem parte das linguagens básicas e essenciais para o trabalho de qualquer programador ou profissional de tecnologia.

Conheça aqui um pouco mais sobre as principais linguagens de programação:

Python

Python representa perfeitamente uma linguagem de programação de alto nível, além de ser útil para vários propósitos.

É uma linguagem muito versátil e ainda pode ser utilizada para múltiplas tarefas (desde análises e visualização de dados até o próprio desenvolvimento, prototipação e automação web).

A linguagem Python é uma das mais populares entre desenvolvedores, porque tem excelente desempenho como uma linguagem de scripts. 

Também é preciso lembrar que seus usuários podem utilizar diferentes paradigmas de programação com Python.

Ainda é interessante mencionar que essa linguagem tem código aberto, o que quer dizer que ela permite que os programadores modifiquem seu código-fonte com o intuito de atender suas necessidades.

Para melhorar, acredita que aprender Python é mais simples do que aprender as outras linguagens de programação? Por sua sintaxe ser familiar à língua inglesa, essa linguagem é o melhor ponto de partida para começar sua carreira como um desenvolvedor.

Lembre-se que a demanda direcionada aos desenvolvedores que usam Python é crescente no mercado, o que mostra que você poderá escolher entre várias linhas de trabalho.

Algumas opções atuais são: analista de dados, cientista de dados, engenheiro(a) de softwares e pesquisador(a) de inteligência artificial (IA). 

C#

O C# é uma linguagem de programação que organiza designs de softwares ao redor de objetos.

Entre suas características, podemos destacar que a linguagem de programação C# é uma linguagem que tem desempenho rápido e melhor estabilidade.

Graças a esses e outros detalhes, também é fácil de ser aprendida (especialmente quando comparada às suas antecessoras: C e C++).

Sua sintaxe é mais simples e sua hierarquia de classe é bem definida!

Apesar de ter começado como uma linguagem para Microsoft, atualmente a C# é compatível com Windows e Linux.

Isso faz com que essa seja a melhor linguagem de programação para aprender se quiser desenvolver aplicações de desktop.

Existem outros ambientes que os programadores também podem utilizar a linguagem C#, como no caso dos aplicativos para Android e iOS, sem falar da possibilidade de desenvolver jogos no Unity (em 2D e 3D).

Quem tem conhecimento em linguagem C# sempre tem alta demanda, porque a maioria das empresas de software estão em busca de programadores com essa especialidade.

Os melhores empregos para desenvolvedores especialistas em C# tem relação com projetos para desenvolvimento de aplicativos móveis e engenharia de software.

C++

Como já foi dito no tópico anterior, a linguagem de programação C++ é uma versão anterior à linguagem C#, todavia, é mais atual do que a C.

Mesmo com a versão C#, a linguagem C++ é uma das linguagens mais populares na área.

Além disso, precisamos destacar sua versatilidade como uma das características mais vantajosas, fazendo com que seja uma programação indicada para se aprender.

A mesma tem natureza potente e rápida, de forma que os desenvolvedores podem criar aplicações com desempenho satisfatório. Essa é a solução ideal para videogames, softwares gráficos e navegadores da web.

Diferente de algumas outras linguagens apresentadas, a programação C++ combina tanto com as linguagens de alto quanto de baixo nível, por isso, é ideal para programar sistemas e ainda permite abstrações para projetos menores.

Se quiser aprender C++, você deve se preparar! Isso é extremamente desafiador para iniciantes, porque ela tem uma construção mais complexa do que outras linguagens.

Falando sobre oportunidades de trabalho, vale lembrar que muitos profissionais de TI precisam desenvolver habilidades em C++, especialmente quem atua com desenvolvimento de softwares e arquitetura de programação.

Por ser uma das linguagens de programação mais difíceis de aprender, a escassez de profissionais especialistas nesse assunto é uma realidade.

Isso indica que se você tiver habilidades e competências em linguagens de programação C++ no seu currículo, tende a atrair as melhores ofertas de emprego.

JavaScript

Se você pretende trabalhar com programação ou já está no meio, certamente ouviu falar em JavaScript alguma vez.

Assim como HTML e CSS, JavaScript tem tudo que é necessário para fazer desenvolvimento web front-end.

Na realidade, cerca de 97,8% de todos os sites no mundo são feitos com JavaScript em sua interface (que é a parte visível para os usuários visitantes).

Sem dúvidas, é a linguagem de programação mais popular para essa solução, tendo as características necessárias para melhorar a interatividade entre as páginas da internet.

Tudo isso indica que essa linguagem faz com que os desenvolvedores tenham a chance de adicionar elementos dinâmicos em landing pages (como botões clicáveis, efeitos em alguma sessão específica do site quando se passa o mouse e até mesmo gráficos animados, por exemplo).

Ah! É importante registrar que a linguagem JavaScript é útil para outras atividades além da criação de sites. Ela é excelente para desenvolver aplicações web com design intuitivo.

Em geral, podemos considerar a JavaScript como uma linguagem até que fácil de aprender. Por isso, ela representa a escolha perfeita para profissionais que planejam ser desenvolvedores web.

Os desenvolvedores JavaScript também podem atuar no mercado de trabalho como:

  • Designer UI/UX;
  • Desenvolvedor full-stack;
  • Engenheiro(a) de software.

SQL

Structured Query Language, mais conhecida como simplesmente SQL, é a melhor linguagem de programação para profissionais que pretendem trabalhar com ciências de dados e computação estatística.

Seu diferencial é ser uma linguagem com domínio específico. Ou seja, ela permite que programadores não só manipulem, mas também organizem e analisem todos os dados armazenados em bancos de dados relacionais.

Sabendo disso, não é nenhuma surpresa que a SQL esteja entre as linguagens mais usadas no segmento da programação.

Por consequência, existem várias oportunidades interessantes no mercado de trabalho para desenvolvedores SQL – uma vez que desempenham um papel indispensável no que diz respeito ao gerenciamento de bancos de dados.

Profissionais especialistas em SQL são as pessoas mais indicadas para organizar bancos de dados de sites, bem como para avaliar o desempenho de campanhas de marketing.

Os sistemas de gerenciamento de banco de dados mais utilizados no mercado precisam da linguagem SQL para funcionar, o que inclui MySQL e MariaDB (que são os mais populares).

Desenvolvedores SQL têm grandes chances de aproveitar excelentes oportunidades no mercado, justamente porque a demanda é bem alta.

Se ficou interessado, mas ainda não conseguiu aprender SQL, pode comemorar! Essa linguagem é fácil de aprender, porque também é composta por palavras comuns no inglês.

Como aprender uma linguagem de programação

Para aprender uma linguagem de programação é bem simples. Primeiramente, você vai escolher qual delas deseja estudar.

Tudo vai depender do que você pretende desenvolver, analisando o que seu projeto precisa.

Abaixo listamos alguns exemplos de situações que exigem linguagens de programação e qual é a linguagem ideal para tal necessidade. Assim você já vai saber exatamente o que precisa aprender:

  • Para lidar com programação client-side, você vai precisar aprender a desenvolver com JavaScript, afinal, essa é a melhor linguagem para  desenvolvimento front-end;
  • Para programação server-side, você vai precisar saber usar Python, PHP, Go e Ruby. Essas linguagens ajudam muito na comunicação entre os bancos de dados e as aplicações no back-end de programas;
  • Para aplicações web, o melhor caminho é buscar especializações em C#, JavaScript e  Java. Essas linguagens servem como ferramentas essenciais para construção de aplicativos; 
  • Para gerenciar dados, sem dúvidas, a melhor saída é ir direto na “fonte” e usar a linguagem de programação é SQL;
  • Para desenvolver jogos, seu estudo deve começar por linguagens como C++, C#, JavaScript e Java. Essas linguagens são potentes e se aplicam perfeitamente à estes casos;
  • Para desenvolver aplicativos móveis, você deve apostar na linguagem C++ e Java. Essas soluções podem oferecer ótimo desempenho, já que têm tudo que é necessário para desenvolver aplicativos e produtos iOS (optando pela linguagem de programação Swift);
  • As aplicações GUI precisam de gráficos e bons visuais. Isso é possível tendo a Python, C#, PHP e Java como opções para desenvolver aplicativos desktop;
  • A computação estatística também exige processamento de dados Python e SQL, por exemplo. 

Na realidade, considerando que essa linguagem precisa ter versatilidade, a programação C++ é outra solução bem versátil para entrar na lista.

Ainda que a linguagem Java também apresente grande versatilidade, a linguagem de programação Python é sem dúvidas a mais popular no desenvolvimento web. Em seguida, a lista tem nomes como Java, JavaScript, C++ e C#.

Encontrar bons cursos para aprender linguagem de programação não é fácil. Porém, existe um lugar que reúne temáticas como Python Fundamentais, Machine Learning, SQL for Data Science, Visualização de Dados, Metodologias Ágeis, Big Data, Estatística, Manipulação e limpeza de dados, entre outras!

Estamos falando sobre os cursos de Formação em Dados da Escola DNC. Sendo nosso aluno, além de ter mais experiência com ciência de dados, você pode construir um portfólio de qualidade desenvolvendo projetos para empresas reais. E é claro que tudo será acompanhado e orientado por especialistas no segmento.

Conclusão

Diante de tudo que foi possível absorver até aqui, deu para ver que cada linguagem de dados serve como ferramenta (umas mais e outras menos complexas) para se chegar a um resultado pretendido com sua aplicação.

Porém, você vai precisar entender qual o melhor caminho para atender o projeto em que está trabalhando, buscando agregar agilidade e organização com sua programação ao longo do desenvolvimento do seu trabalho.

Agora você já sabe o que precisa para começar a fazer isso!