O Power BI é uma ferramenta poderosa de business intelligence que permite a visualização e análise de dados de maneira rápida e intuitiva. Um dos primeiros e mais importantes passos para se obter insights valiosos no Power BI é o carregamento e preparação adequada dos dados. Neste guia, abordaremos em detalhes como realizar esse processo de forma efetiva, discutindo os diferentes tipos e fontes de dados, formas de aquisição, atualização, garantia de qualidade e confiabilidade.

Sumário

Tipos e fontes de dados no Power BI

O Power BI é capaz de importar uma grande variedade de tipos e fontes de dados, incluindo:

  • Planilhas Excel
  • Arquivos CSV e TXT
  • Bancos de dados sql
  • Dados em nuvem (Azure, Google Analytics, Facebook, etc)
  • Serviços web via API
  • Arquivos JSON, XML, PDF e outros

Importância da identificação da origem dos dados

É importante mapear onde estão localizados os dados que serão analisados e qual o seu tipo. Dados numéricos, categóricos, de séries temporais, dados estruturados ou não estruturados em documentos precisam ser tratados de maneira diferente.

  • Identificação da localização e tipo de dados
  • Tratamento diferenciado para dados numéricos, categóricos, de séries temporais, estruturados ou não estruturados

Diversidade de fontes de dados no Power BI

As fontes de dados podem estar em arquivos locais (Excel, CSV), em bancos de dados corporativos (sql Server, MySQL), na nuvem (Azure, serviços web) ou em sistemas transacionais (ERP, CRM). Identificar corretamente a origem é o primeiro passo.

  • Fontes de dados em arquivos locais e na nuvem
  • Identificação da origem como primeiro passo no processo de análise de dados

Processo de importação de dados no Power BI

O Power BI provê conectores nativos para as mais diversas fontes de dados. Basta selecionar o tipo de fonte (Excel, Banco de dados sql, etc) e configurar parâmetros como localização do arquivo/servidor.

  • Conectores nativos do Power BI para diversas fontes de dados
  • Configuração de parâmetros para importação de dados

Importância dos dados na nuvem

A importância dos dados na nuvem reside na facilidade de atualização automática e contínua, em comparação com dados armazenados localmente, que dependem de atualizações manuais e podem resultar em inconsistências. No Power BI, os dados importados da nuvem podem passar por transformações e enriquecimentos, proporcionando insights valiosos para o negócio.

  • Facilidade de atualização automática e contínua
  • Redução do risco de inconsistências nos dados
  • Possibilidade de transformações e enriquecimentos no Power BI

Processo de atualização dos dados

Compreender a frequência e forma de atualização dos dados na fonte é crucial para garantir a integridade e consistência das informações. Atualizações manuais apresentam maior risco de erros, enquanto dados provenientes de sensores e sistemas automatizados tendem a ser mais confiáveis. Ao agendar a atualização no Power BI, é essencial considerar o fluxo original dos dados para evitar desalinhamentos.

  • Compreensão da frequência e forma de atualização dos dados
  • Riscos associados às atualizações manuais
  • Confiança nos dados provenientes de sensores e sistemas automatizados
  • Necessidade de considerar o fluxo original dos dados ao agendar atualizações no Power BI

Preparação dos dados no Power BI

Antes de criar visualizações e dashboards, é crucial garantir que os dados estejam no formato e estrutura adequados. Isso envolve a remoção de dados duplicados, tratamento de dados faltantes, correção de erros de digitação, padronização de nomes e códigos, conversão de tipos de dados, criação de colunas de apoio e cálculos personalizados. O Power Query do Power BI oferece uma interface interativa para realizar essas transformações de maneira visual, sem a necessidade de codificação. Documentar e salvaguardar as etapas de preparação é fundamental para assegurar a rastreabilidade e segurança do processo.

  • Garantia de formato e estrutura adequados dos dados
  • Remoção de dados duplicados e tratamento de dados faltantes
  • Padronização e conversão de tipos de dados
  • Uso do Power Query do Power BI para transformações visuais
  • Importância da documentação e salvaguarda das etapas de preparação

Qualidade e confiabilidade dos dados

A geração de insights de negócio só é possível se os dados analisados forem de boa qualidade e confiáveis. Assegurar a qualidade e confiabilidade dos dados é essencial para tomar decisões embasadas. Portanto, é fundamental implementar práticas que visem manter a integridade e precisão das informações, garantindo que os insights gerados sejam sólidos e confiáveis.

  • Necessidade de dados de boa qualidade e confiáveis para geração de insights de negócio
  • Importância de práticas para manter a integridade e precisão das informações
  • Garantia de solidez e confiabilidade dos insights gerados

Qualidade dos Dados

Ao preparar dados para análise no Power BI, é essencial garantir a qualidade e confiabilidade dos dados. Alguns pontos de atenção incluem:

  • Verificar se os dados coletados condizem com a realidade ou se há vieses
  • Analisar a presença de dados faltantes ou extremos
  • Avaliar se a fonte dos dados sofre com instabilidades ou erros de processamento
  • Certificar-se se os dados são inseridos manualmente ou por sistemas confiáveis

Validação Cruzada

Uma prática recomendada é realizar a análise simultânea no Power BI e Excel, em bases reduzidas, para identificar e corrigir problemas antes de avançar para a solução final. Isso ajuda a garantir a qualidade dos dados e evitar más decisões de negócio.

  • Realizar a análise simultânea no Power BI e Excel em bases reduzidas
  • Identificar e corrigir problemas antes de avançar para a solução final
  • Garantir a qualidade dos dados para evitar más decisões de negócio

Considerações Finais

Ao preparar dados para análise no Power BI, é crucial seguir boas práticas para garantir a qualidade e confiabilidade dos dados. Alguns pontos importantes a considerar incluem:

  • Identificar corretamente as fontes e tipos de dados
  • Dar preferência a dados em nuvem quando possível
  • Entender a frequência e metodologia de atualização dos dados
  • Realizar o tratamento e transformação adequada dos dados
  • Validar a qualidade e confiabilidade dos dados antes de partir para a análise

Aprenda mais com a nossa Profissão de Business Intelligence!

Gostou do conteúdo? Se aprofunde ainda mais nesse assunto com a nossa Profissão de Business Intelligence!

Conclusão

Em resumo, preparar dados para análise no Power BI envolve identificar corretamente as fontes e tipos de dados, importar os dados para o Power BI, dar preferência a dados em nuvem quando possível, entender a frequência e metodologia de atualização dos dados, realizar o tratamento e transformação adequada dos dados, e validar a qualidade e confiabilidade dos dados antes de partir para a análise. Seguindo essas boas práticas, é possível construir dashboards e relatórios gerenciais de alto valor agregado para impulsionar a tomada de decisão baseada em dados.