Entenda a diferença crucial entre requisitos funcionais e não funcionais no desenvolvimento de software e como eles impactam a qualidade e a experiência do usuário. Neste artigo, abordaremos a importância e o impacto de ambos os tipos de requisitos, assim como as responsabilidades de diferentes papéis na definição e implementação desses requisitos.

Sumário

Requisitos Funcionais e Requisitos Não Funcionais

Os requisitos funcionais estão relacionados às funcionalidades que o usuário consegue perceber e utilizar no sistema. Já os requisitos não funcionais são mais técnicos e relacionados a aspectos como desempenho, usabilidade, confiabilidade, segurança, disponibilidade e manutenção.

  • Requisitos funcionais se referem às funcionalidades visíveis e utilizáveis pelo usuário no sistema.
  • Requisitos não funcionais estão mais ligados a aspectos técnicos, como desempenho, usabilidade, confiabilidade, segurança, disponibilidade e manutenção.
  • Entender a diferença entre esses dois tipos de requisitos é fundamental para o desenvolvimento de software de qualidade.

Requisitos Não Funcionais

Os requisitos não funcionais estão relacionados a aspectos técnicos do sistema, que não necessariamente são percebidos pelo usuário final, mas que são extremamente importantes para o bom funcionamento e qualidade do software.

  • Desempenho: refere-se à velocidade e eficiência do sistema, como tempo de resposta e capacidade de processamento.
  • Usabilidade: relacionada à facilidade de uso e à experiência do usuário ao interagir com a interface do sistema.
  • Confiabilidade: capacidade do sistema continuar operando corretamente mesmo sob condições adversas.
  • Segurança: proteção do sistema contra acessos não autorizados, ataques e perda de dados.
  • Disponibilidade: manter o sistema funcionando e acessível aos usuários o maior tempo possível.
  • Manutenibilidade: facilidade de fazer mudanças e corrigir problemas no sistema.

Importância dos Requisitos Não Funcionais

Os requisitos não funcionais desempenham um papel crucial no desenvolvimento de sistemas, garantindo que aspectos técnicos e de qualidade sejam atendidos. Eles não estão diretamente relacionados às funcionalidades dos sistemas, mas são essenciais para o desempenho, segurança e disponibilidade. Cumprir esses requisitos é fundamental para entregar um sistema de qualidade.

  • Requisitos não funcionais são essenciais para garantir o desempenho, segurança e disponibilidade dos sistemas
  • Eles não estão diretamente ligados às funcionalidades, mas sim a aspectos técnicos e de qualidade
  • Cumprir os requisitos não funcionais é fundamental para entregar um sistema de qualidade

Exemplos Práticos de Requisitos Não Funcionais

Vamos analisar exemplos práticos de requisitos não funcionais em diferentes tipos de sistemas, como e-commerce, aplicativos móveis e sistemas bancários. Esses exemplos demonstram a importância de requisitos como desempenho, segurança, disponibilidade, usabilidade e confiabilidade em diferentes contextos.

  • Exemplos práticos de requisitos não funcionais em sistemas de e-commerce, aplicativos móveis e sistemas bancários
  • Importância de requisitos como desempenho, segurança, disponibilidade, usabilidade e confiabilidade em diferentes contextos

Responsabilidades na Definição de Requisitos Não Funcionais

A definição, implementação e garantia do cumprimento dos requisitos não funcionais envolvem diversos papéis, como o Product Manager, Arquiteto de Software, Time de Desenvolvimento e Administradores de Infraestrutura. Cada um desses profissionais desempenha um papel crucial na garantia de que os requisitos não funcionais sejam atendidos.

  • Diversos papéis envolvidos na definição, implementação e garantia do cumprimento dos requisitos não funcionais
  • Importância do Product Manager, Arquiteto de Software, Time de Desenvolvimento e Administradores de Infraestrutura nesse processo

Garantia de Qualidade

Responsáveis por criar e executar testes que validem todos os requisitos, funcionais e não funcionais.

  • Desenvolvimento de testes para validar requisitos funcionais e não funcionais
  • Alinhamento colaborativo entre os responsáveis pela garantia de qualidade e os desenvolvedores
  • Compreensão clara dos requisitos por todos os envolvidos
  • Implementação técnica alinhada com os requisitos do sistema

Requisitos Funcionais

Requisitos funcionais estão relacionados às funcionalidades e características que os usuários poderão realizar no sistema. Eles definem ‘o que’ o sistema deve fazer.

  • Funcionalidades específicas como cadastro, login, pesquisa, pagamento, etc.
  • Aplicação de regras de negócio
  • Integrações com outros sistemas
  • Entradas, saídas e manipulação de dados
  • Interatividade direta do usuário com o sistema

Exemplos de Requisitos Funcionais

Vejamos alguns exemplos de requisitos funcionais em diferentes tipos de sistemas.

  • Pesquisa de produtos, adição e remoção do carrinho, finalização de compra e login em um sistema de e-commerce
  • Criação de postagens, interações sociais e gerenciamento de conexões em uma rede social
  • Cadastro de funcionários, cálculo de folha de pagamento, geração de relatórios e gerenciamento de solicitações em um sistema de RH

Valor para o Usuário Final

Todos os requisitos funcionais estão diretamente relacionados a entregar valor ao usuário final, atendendo às necessidades do negócio para o qual o software está sendo construído.

Conclusão

Definir claramente os requisitos funcionais e não funcionais é uma das primeiras e mais importantes etapas do desenvolvimento de qualquer sistema de software.

  • Direcionamento das decisões de arquitetura, design, implementação e infraestrutura
  • Garantia de sistemas de qualidade
  • Atendimento às necessidades dos usuários e aspectos técnicos e de negócio

Aprenda a construir produtos digitais com os nossos cursos da Jumpy +